Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conversas de Bica

Este é o meu livro, um livro de histórias carregadas de vida. A vida e obra de uma mãe com opiniões sobre tudo e mais alguma coisa, um adolescente cheio de swag e um pré-adolescente com a mania que é hiperactivo,

Conversas de Bica

Este é o meu livro, um livro de histórias carregadas de vida. A vida e obra de uma mãe com opiniões sobre tudo e mais alguma coisa, um adolescente cheio de swag e um pré-adolescente com a mania que é hiperactivo,

Amanhã...


Tita Bica

28.06.19

... Vai ser dia de me encontrar com as minhas emoções. Passamos os dias a fugir dos sentimentos, a fingir sermos nós mesmos, a vestir os nossos capotes direitos e pesados de rectidão e obrigações para podermos em alguns momentos abrir o coração e deixar as emoções ganharem.

Amanhã vai ser dia de me permitir sentir, nem que sejam só saudades. 

E que bons que são os espectáculos para que consiga abrir as portas de mim mesma 

 

Às voltas


Tita Bica

18.05.19

E eu cá continuo às voltas, nas voltas que a vida dá. Só porque me apeteceu ouvir esta, antes de adormecer... 

Boa noite! 

Na dúvida, é bom relembrar


Tita Bica

17.05.19

É engraçado como vamos mudando tanto os hábitos ao longo deste percurso que é a vida. Há alguns anos atrás, acordar a esta hora era um dos meus maiores pesadelos, hoje faz-me ser feliz por um infimo momento: acordar cedo, ver a manhã e ouvir os pássaros no quintal, tomar o meu café e o pequeno almoço na paz de uma casa ainda vazia do barulho dos miudos. Tão bom...e com tão pouco, o dia começa bem...

large (2).jpg

 , bom dia para quem perdeu um tempo a ler o que eu escrevo , grata 

Viver na fase condor


Tita Bica

13.05.19

Há uma qualquer piada que diz que as várias fases da vida se podem comparar com certas aves. A partir dos 70 anos entramos na fase condor...Condor aqui, com dor além. Mau, mau é quando, como eu, se chega à fase condor aos 40. Viver permanentemente com a dor não é fácil e depois da fase da revolta e negação, eis que chego áquela altura em que tenho que continuar, custe o que custar a tentar manter as minhas rotinas e modo de vida, adaptando-as a esta condição que será, infelizmente, permanente. Há dias melhores, outros piores e hoje foi sem dúvida um dia mau. Infelizmente as minhas folgas são sacrificadas em prol do descanso extremamente necessário, limitando assim a qualidade de vida e a necessidade, que existe, desta sociedade moderna, em mantermo-nos sempre em actividade. 

Ainda assim, tento sempre, limitar ao minimo as concessões que faço em prol da dor permanente. Foi assim que dia 11, após um dia normal de trabalho "abalei" a caminho da capital, para fazer uma das coisas que mais gosto: assistir a concertos e espectáculos. Sim, fui ver os backstreet boys! Todas nós, por muito que digamos que não, temos uma boys band de eleição e a minha era esta. Tenho sempre que gerir a minha agenda o melhor que posso, e consigo, para limitar o esforço, e não esgotar "as baterias" a fazer o que gosto, porque tenho que me manter uma cidadã activa e contributiva para a sociedade e sobretudo para a minha família, mas de vez em quando, lá faço uma loucura que me ajuda a suportar as rotinas, mesmo que isso implique depois, limitar por uns tempos o esforço ao minimo. 

Foi um concerto maravilhoso, não só pelo espectáculo em si, mas pelo revisitar de momentos em que fui muito feliz. Os adolescentes quarentões jogam com o revivalismo e a mistura dos anos 90 com a nossa realidade presente. O novo album tem musicas tão boas como as antigas e é muito giro sentirmo-nos identificados com as mudanças que o tempo nos traz à imagem. Vê-los a dançar e a fazer um autentico show, deu-me ânimo para não desistir, apesar do corpo muito me pesar, por vezes. Um autêntico banho de inspiração, portanto.

Cá me vou arrastando com a cabeça entre as orelhas, para poder viver estas sensações 

IMG_20190511_204504.jpg

 

 

 

Migrações ou as minhas viagens na minha terra


Tita Bica

08.05.19

E agora que os senhores do sapo blogs me ajudaram a transportar a minha tralha toda, estou em casa. Uma casa Portuguesa, com certeza! Ainda faltam alguns pormenores, uns ajustes aqui e ali e claro, mais tarde ou mais cedo algo vai mudar, porque sou mesmo assim, adoro andar sempre a mudar tudo. É esta permanente insatisfação que me faz ser o que sou e como sou e tendo as suas coisas más tem também a virtude de me fazer continuar a andar para a frente .

Tenham um bom dia ! 

large (3).jpg

 

Sigam-me

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tita's read book montage

Oussia - Confronto de Espíritos
O Amor é Difícil
Mesmo Antes da Felicidade
O Sentimento de Si
O Homem de Sampetersburgo
O Evangelho Segundo Jesus Cristo
Nem Todas As Baleias Voam
A Viúva Negra
A Tentação de D Fernando
Vento de Espanha
A Sociedade dos Sonhadores Involuntários
A Rapariga Inglesa
Quem nunca morreu de amor
A Arte Subtil de Saber Dizer Que Se F*da - Uma abordagem contraintuitiva para viver uma vida melhor
O Amor nos Tempos Modernos


Tita Bica's favorite books »

Tita's currently-reading book montage

Tudo de Bom para o meu Intestino
Arrume a Sua Casa, Arrume a Sua Vida
O Pianista de Hotel


Tita Bica's favorite books »

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D